Blog Luis Machado

Adeildo da Igreja na mira do eleitor

Adeildo da Igreja na mira do eleitor

Adeildo da Igreja na mira do eleitor

Adeildo da Igreja na mira do eleitor

Para leitor do Blog Luís Machado, a imagem do Parlamento, presidido pelo vereador Adeildo da Igreja, compromete imagem de Jaboatão dos Guararapes

  • Talvez pelo fato de que a imparcialidade e isenção têm sido uma espécie de marca registrada do nosso site, é que um eleitor do Blog nos enviou esta semana, matéria publicada em 2021, pelo Blog do Andros, na qual fez o referido órgão denúncia, onde, no custo-benefício ao bolso do contribuinte jaboatonense, trata-se inegavelmente de elevada carga. Apelando a que trouxéssemos a referida pauta novamente à discussão, perguntou, em desabafo: “Será que Adeildo da Igreja, eleito e reeleito presidente da Casa várias vezes consecutivas, não se acanha em ver uma Câmara gastar tanto dinheiro (a Câmara recebe, segundo informações a nós prestadas) cerca de R$ 50 milhões por ano), sem ter uma sede própria, sequer, para os trabalhos dos vereadores?”

No envio da matéria, diz o leitor que, ficaria muito honrado em vê que também nós pudéssemos repercutir a aludida publicação, o que, em respeito e homenagem aos que nos acompanham, faremos, a seguir, reproduzindo, na íntegra, o que foi na época (em 2021) publicado, Eis a matéria:

“Dando continuidade ao nosso especial Raio-X da Câmara do Jaboatão, destacamos nessa publicação um dado alarmante, um não, vários. Vocês, leitores meus, sabiam que no ano passado, no fatídico 2020, enquanto o mundo descobria o coronavírus, a Casa Legislativa jaboatonense, mantida com o meu e o seu dinheiro, cidadãos deste lindo, imenso, porém maltratado território, consumia entre salários, custos administrativos, benefícios de combustível e ticket alimentação quase 40 milhões para aprovar apenas 3 projetos de lei?

Com todo respeito, acredito que não, “por que Andros?, me pergunta um seguidor: “Por faltar transparência da presidência do Poder Legislativo Municipal.”

E tem mais, ora se tem, para a minha, a sua, a nossa surpresa, um dos projetos foi para dar um “Plus”, veja só, aumentar ainda mais o já altíssimo salário dos próprios vereadores, saindo de aproximadamente 16 mil, para 21 mil reais, que legal, não? O senhor, a senhora, que leva a vida a peregrinar em busca de medicamentos nos postos de saúde da cidade, mal fiscalizados por alguns dos nossos legisladores, com quanto vive por mês? Um salário mínimo? Menos?

“Deixando de lado” esse “projeto” que beneficiou apenas os parlamentares, vamos aos outros dois, esses sim, foram de suma importância para a sociedade, desculpem, a ironia aqui faz-se necessário. O primeiro, instituiu o dia 10 de setembro como o “Dia Oficial da Corrida dos Guararapes” e o outro foi para “vedar servidores a permuta da estabilidade financeira”. Fez ou não total diferença em suas vidas? A pergunta que fica é: Até quando vamos aceitar esse absurdo?

Em tempo… Quando seu filho não produz o esperado, julgado pelo patrão na empresa, após três meses de experiência, é mandado embora? Certo? Por que parlamentar que não produz, passa quatro anos sem ser incomodado e vocês ainda ajudam a renovar o mandato? Reflitam e cobrem respostas, mudanças já!

Veja na íntegra as 3 leis publicadas no ano de 2020 pelo Legislativo Municipal

1 – Projeto de Lei 003-2020

2 – Projeto de Lei 006-2020

3 – Projeto de Lei 026-2020

13/05/2021 às 20:20 – Por Andros Silva

*Fonte – Portal da Transparência Câmara do Jaboatão.

Leia também:

Especial Raio-X: O custo mensal da Câmara do Jaboatão, apenas em cargos comissionados, ultrapassa R$ 1 milhão.

Raio-X da Câmara: Após indagação do Blog sobre falta de transparência, recebemos os dados atualizados pelo Tribunal de Contas.”

……………………………………………………..

Comento, argumento. Só não invento!

Compartilhando, você faz opinião.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes