Blog Luis Machado

Agonia do PT poderá levá-lo à asfixia nas próximas eleições

Agonia do PT poderá levá-lo à asfixia nas próximas eleições

Agonia do PT poderá levá-lo à asfixia nas próximas eleições

Agonia do PT poderá levá-lo à asfixia nas próximas eleições

A exemplo do que ocorreu em 2020, em que o Partido dos Trabalhadores não elegeu nenhum prefeito de capital, o insucesso do PT tende a se repetir nas próximas eleições municipais deste ano.

Se é verdade que, o péssimo desempenho dos petistas, naquelas eleições, se deu em grande parte à força do bolsonarismo, cujo presidente estava no poder, também é verdade que, malgrado ter sua estrela maior (Lula) na chefia do Governo atual, ainda assim, terão eles que se contentarem em ser coadjuvantes, nas grandes cidades, onde quem estão fortalecidos são outros partidos, até mesmo de esquerda.

A leitura que se faz é que, pelo andar da carruagem, com o fim do ciclo Luiz Inácio Lula da Silva, PT será tido como legenda do passado, em termos de força política e por uma razão muito simples: faltam quadros qualificados. Na verdade, o PT bebe do próprio veneno, na medida em que não forjou novas lideranças e os poucos que surgiram, tiveram as asas cortadas, pelo interno fogo amigo. Se agora o cenário é este, o que dirá, após a era Lula!

Podemos considerar como exemplo clássico, a própria capital pernambucana, onde o partido governou a cidade por doze anos consecutivos (com João Paulo e João da Costa) e foi à final com Marília Arraes contra o atual prefeito João Campos. Nesse período, forjou estrelas como Humberto Costa e agora também com Teresa Leitão, ambos senadores da República. Mas nem isso dá ao PT a necessária condição de lançar candidatura própria à prefeitura do Recife.

Como se vê, a situação partidária dos petistas – a nível nacional – é tão grave que, o senador Humberto Costa já expôs que, malgrado ser interessante eleger prefeitos de capital e cidades grandes do interior, há, no entanto, outra prioridade, que é suscitar novos quadros, no seio do partido. Só não sabe como isso se daria, se o PT não for ousado para testar, nas urnas, tais novos quadros.

Sabe a cúpula da legenda que, isso terá que ser feito, urgentemente, sob pena de em curto espaço de tempo, a poderosa força petista servir mais para análise de cientista político, do que para influenciar nos destinos de conglomerados urbanos, do País. Para se ter uma ideia, em Pernambuco inteiro, não há uma só cidade em que o PT possa ser visto, neste momento, com chances reais de vitória.

Se em 2020 o insucesso do PT foi manifesto, em 2024 não será diferente. Por tabela, a reeleição de Lula, em 2026 corre sério risco de fracassar, por razões óbvias. O tempo dirá.

4 thoughts on “Agonia do PT poderá levá-lo à asfixia nas próximas eleições

  • Lindoval

    Espero, desejo, torço para que o partido do trambique, da corrupção, do roubo, dos bandidos, suma, escafeda-se , bem antes das próximas eleições.

    Resposta
  • Em Jaboatão, segunda maior cidade de Pernambuco, há chances reais de um quadro do PT sair vencedor, Elias Gomes, que já foi prefeito da cidade!

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes