Blog Luis Machado

Notícias

Alberto Feitosa cobra explicação acerca da falta d’água no Sertão

Alberto Feitosa cobra explicação acerca da falta d’água no Sertão

Alberto Feitosa cobra explicação acerca da falta d’água no Sertão

Alberto Feitosa cobra explicação acerca da falta d’água no Sertão

Coronel Alberto Feitosa faz pedido de informação ao Ministério da Integração e Desenvolvimento Rural sobre suspensão do abastecimento de água das agrovilas do Sertão de Itaparica

Hoje pela manhã uma grande manifestação fechou o Trevo do Ibó que liga aos municípios de Cabrobó, Salgueiro e Belém de São Francisco pedindo uma solução para crise hídrica nos Projetos Irrigados do Sistema Itaparica. Milhares de pessoas dos Projetos Irrigados estão numa situação de incerteza e preocupação quanto ao futuro do abastecimento de água na região.

A crise teve repercussão imediata na Assembleia Legislativa com o deputado Coronel Alberto Feitosa indo à tribuna do Plenário cobrar do governo federal um posicionamento e informando que fez um requerimento ao ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes , e ao superintendente da Codevasf, Edilázio Wnaderley com informações sobre essa interrupção.

“Recebi inúmeras ligações dos representantes dos assentamentos do Sertão de Itaparica que estão há três dias sem água. Produtores rurais das agrovilas que estão perdendo suas plantações e seus animais por falta de água. Esse é o governo que ia dar uma atenção maior aos menos favorecidos?! “, questionou Feitosa. A iniciativa do Coronel Alberto Feitosa ganhou o apoio do presidente da Assembleia Legislativa, Álvaro Porto, e do deputado estadual Kaio Maniçoba que irão assinar o requerimento junto com Feitosa.

Até o último dia 21 de setembro, a CODEVASF era encarregada da manutenção do sistema. Contudo, uma resolução foi emitida, transferindo tais responsabilidades para a CHESF, referentes aos projetos de Itaparica. A CHESF, por sua vez, alega ainda não ter assumido oficialmente tais atribuições, o que levou à falta de providências para a resolução do problema. “Durante os quatro anos do governo Bolsonaro essas pessoas não tiveram essa falta de atenção, esse desrespeito que estão tendo pelo atual governo Lula “, reforçou o Coronel Alberto Feitosa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes