Blog Luis Machado

Notícias

Bilionário russo aponta fim da guerra na Ucrânia

Bilionário russo aponta fim da guerra na Ucrânia

Bilionário russo aponta fim da guerra na Ucrânia

Bilionário russo aponta fim da guerra na Ucrânia

Nos próximos cinco anos haverá uma mudança de poder na Rússia. Quem prevê a queda de Vladimir Putin, devido às consequências da invasão na Ucrânia, é o opositor e bilionário russo Mikhaïl Khodorkovski, em entrevista ao jornal Le Figaro, nesta sexta-feira (6).

Khodorkovski vive no exílio, em Londres, onde dirige a ONG Open Russia e acaba de publicar um novo livro.

Em entrevista ao Le Figaro, Khodorkovski afirma que o recente motim da milícia paramilitar Wagner demonstrou que nem toda a população russa apoia o regime, já que acolheu positivamente os homens do grupo Wagner quando avançavam na direção de Moscou.

O opositor cita a passividade de várias unidades militares durante essa operação, o que demonstra que as Forças Armadas “não estão perfeitamente unidas”.

Khodorkovski acredita que se o fracasso do Kremlin se acentuar no campo de batalha, os generais russos não irão assumir suas responsabilidades e irão procurar um bode expiatório.

Segundo o bilionário, que se apresenta como um defensor da democratização na Rússia, “a diáspora russa e esses emigrantes desempenharão um papel muito ativo nesse processo”, desde que os primeiros sinais de queda do regime apareçam.
100 mil crimes de guerra.

O jornal francês Libération mostra que desde o início do conflito, em fevereiro de 2022, ao menos 100 mil crimes de guerra cometidos pela Rússia foram documentados na Ucrânia.

Este trabalho “minucioso e precioso” é realizado por civis ucranianos e por uma rede de ONGs e instituições estrangeiras que se mobilizam diariamente para coletar indícios passíveis de incriminar as forças russas.

Esses “cidadãos detetives”, de acordo com o Libération, são advogados, jornalistas, especialistas em TI, pesquisadores e professores dos quatro cantos da Ucrânia, que rapidamente se organizaram para documentar atrocidades em todo o país.

Algumas associações foram criadas já em 2014, quando.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes