Blog Luís Machado – Edição da sexta-feira

PETROLINA reflete hoje, o império da iniquidade

Reforma administrativa da Câmara de Petrolina: Eu quero é o aromatizador e  o café com leite de volta
  • Vendo que o próprio Tribunal de Justiça de Pernambuco – TJPE -, age como se fosse o reinado de Faraó (já que esbanja dinheiro como se vivesse noutro planeta), não é de admirar que políticos inescrupulosos ajam da mesma forma ou pior. Exemplo disso vai ocorrer na cidade sertaneja de Petrolina.

Viram os vereadores daquela cidade que o TJPE aumentou o penduricalho do “auxilio alimentação” e agora fez licitação para comprar carros de luxo, com gastos que chegarão aos R$ 10 milhões, também eles acharam por bem aumentar o valor da cota para combustível que, de R$ 2 mil, passa para R$ 3 mil mensais. E olhe que, nestes tempos de pandemia, os trabalhos foram reduzidos em sua forma presencial, de forma substancial. Está praticamente todo o mundo político trabalhando em casa.

Numa Região que, embora ostente a fama de “oásis da prosperidade”, não significa dizer que todos lá sejam ricos e não haja pobres. Ao contrário. Há, na verdade, muita gente passando fome em Petrolina, como de resto, em todo o País. Isso não é novidade a ninguém. Aonde irão os 23 vereadores daquela Cidade, nestes tempos de pandemia, ao custo de R$ 3 mil por mês com combustível? Isso só ocorre na Região de um País em que o povo parece ter sangue de barata. Noutra parte qualquer do Planeta isso não ocorreria, porque o povo não aceitaria, já que se configura um escárnio.

Será que o prefeito Miguel Coelho (MDB) que por sua vez, almeja ser candidato ao Governo do Estado, nas próximas eleições de 2022, irá sancionar essa excrescência?

__________________________________________________

Comento, argumento. Só não invento!

Deixe um comentário

Posts Recentes