Blog Luis Machado

BLOG LUÍS MACHADO. Greve do Metrô: paralisação é suspensa por 48h no Grande Recife

BLOG LUÍS MACHADO. Greve do Metrô: paralisação é suspensa por 48h no Grande Recife

BLOG LUÍS MACHADO. Greve do Metrô: paralisação é suspensa por 48h no Grande Recife

BLOG LUÍS MACHADO. Greve do Metrô: paralisação é suspensa por 48h no Grande Recife

  • A greve dos metroviários no Grande Recife está suspensa por 48h, já a partir desta segunda-feira (7). A decisão foi tomada durante a segunda mediação pré-processual, comandada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região e pelo Ministério Público do Trabalho de Pernambuco, com a presença da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) e o Sindicato dos Metroviários de Pernambuco (Sindmetro). As informações são do JC Online.

Conforme a decisão, durante o período, a operação dos trens volta a ocorrer normalmente, e a categoria vai aguardar por uma contraproposta da classe patronal. Uma nova reunião foi agendada para as 14h da quarta-feira (9), na sede do MPT-PE.

Demandas dos metroviários

As demandas da categoria abrangem diversos pontos, incluindo a busca por um reajuste no piso salarial, a garantia de estabilidade no emprego e a realocação dos funcionários caso haja uma privatização do metrô. Todos esses aspectos estão previstos no Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2023/2025.

Além disso, os trabalhadores também buscam a exclusão da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) do Programa Nacional de Desestatização. O sindicato ainda solicitou o percentual de 15% no reajuste salarial, além de outras cláusulas sociais.

Os metroviários estão em estado de greve desde o fim do mês de abril.

Falta de acordo e greve dos metroviários 

Após a primeira rodada de negociação, realizada na sexta-feira (4), também no TRT-6, os metroviários decidiram continuar em greve por tempo indeterminado no Grande Recife. Mas a categoria decidiu atender à Justiça, que determinou a operação de 60% da frota do Metrô do Recife nos horários de pico da manhã e da noite (das 5h30 às 8h30 e das 17h30 às 19h30) e de 40% no restante do dia.

O descumprimento da determinação por parte da categoria previa o pagamento de multa diária de R$ 60 mil, o dobro da que foi estipulada anteriormente, na paralisação de 48h.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes