BLOG LUÍS MACHADO – Quinta-feira, 31-03-2022

Marília Arraes está para a vitória, o que Danilo Cabral está para a derrota

Não existe possibilidade do Lula apoiar Marília Arraes em PE, diz  pré-candidato do PSB ao governo - CartaCapital
  • Como temos dito sempre aqui, no Blog Luís Machado, tudo conspira em favor da oposição, nas próximas eleições e, com a filiação/lançamento de Marília Arraes, ao Solidariedade a situação do pré-candidato situacionista já é desesperadora.

Poucas vezes o embate para governador ensejou uma oposição com tantas e reais possibilidades e vitória como agora. Bem ao contrário do que ocorre com o nome lançado pela Frente Popular.

Apesar de todo poderio logístico e financeiro; apesar de tantos partidos coligados e de tantos prefeitos filiados, é como se Danilo Cabral conduzisse uma pedra de 15kg amarrada ao pescoço. Não empolga porque é insosso e pálido. Não desperta sentimentos motivacionais. Ao contrário: Sofre uma espécie de estigma, fruto do desgaste natural dos 16 anos de Governo socialista. Lá, a penca de partidos coligados na verdade se parecem mais “ligados” do que coligados.

Mas a “conspiração” citada não se dá por acaso. É que, além da fadiga reinante de ponta a ponta, em Pernambuco, há uma espécie de grito eloquente por mudança. E não se enganem. A continuar o cenário como hoje se nos apresenta, Marília Arraes aglutinará em torno de si os demais oposicionistas, numa luta de titãs, com a Frente Popular.

Todos verão que, pela primeira vez a campanha assumirá contornos de interesses maiores do que o embate presidencial. Ao que tudo indica, é também desta vez que o efeito andor não se prestará à próxima campanha, em Pernambuco. Com ou sem o apoio de Lula, Marília continuará líder e É que reúne mais chance de ser governadora. Bem ao contrário de Anderson Ferreira, por exemplo.

Para Anderson, Bolsonaro servirá mais como referência ideológica de direita, do que influenciador eleitoral. O presidente transferirá muito pouco. Não que não tenha seguidores por aqui. É que, a exemplo de Danilo, Anderson é pesado. Ao contrário de Miguel Coelho, não tem cacoete de governador. Por isso, é que não se espera possa ele ter votação expressiva, embora seja, como de fato será, muito importante, no conjunto de forças, em eventual segundo turno. Eis a razão pela qual Marília está para a vitória o que Danilo está para a derrota. Fato!

*Compartilhe essa ideia e faça opinião!

_______________________________________

Comento, argumento. Só não invento!

Contatos do Editor:

Whatsapp: (81) 98732.5244.

E-mail: machado_country@hotmail.com

Facebook: blogluismachado.com.br

Instagram: @luís machado.

Deixe um comentário

Posts Recentes