Blog Luis Machado

Notícias

BOLSONARO E SEGUIDORES INDO PRO TELEGRAM. A DIREITA SEGUE

Ouça áudio atribuído a Bolsonaro pedindo apoio para trocar líder do PSL |  Poder360

Todos conhecemos a velha máxima de que, “quando um chora, outro vende lenço” e é o que está acontecendo no mundo das gigantes do setor digital (leia-se redes sociais), tudo como consequência da crise na política norte-americana, que culminou com a invasão do Capitólio, tendo como desdobramentos um pouco de tudo, inclusive pedidos de impeachment do presidente Donald Trump.

É que, temendo represálias, Twitter e Facebook se anteciparam e, de plano, bloquearam as contas do ainda presidente Donald Trump, causando por outro lado a revolta do presidente e seguidores, ao redor do mundo. Só para se ter uma ideia, em apenas 72 horas houve cerca de 25 milhões de novas inscrições na plataforma criada pelos irmãos russos Pavel e Nikolai Durov, mentores da popular rede social russa VKontakte. Dizem os executivos que já são mais de 500 milhões de contas ativas. Mas isso se deve também ao fato de que o WhatsApp (pertencente ao Facebook) está prometendo transferir a esta, a partir de oito de fevereiro, dados de seus usuários, o que vem causando enorme desconfiança.

Aqui no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro divulgou nesta 3ª feira- feira(12), em sua conta oficial no Twitter, que criou um canal de transmissão no Telegram. Assim como os ministros Ernesto Araújo (Relações Exteriores) e Ricardo Salles (Meio Ambiente), o presidente segue a tendência de migração do WhatsApp ao Telegram por usuários identificados com a direita. Deputados federais e assessores bolsonaristas também criaram ou reativaram contas na rede social nos últimos dias.

Pelo sim e pelo não, o fato é que parte da imprensa já vincula a direita às novas plataformas, o que, diga-se de passagem, não é bom. Até porque, globalizar a crise americana, a ponto de associar isso aos interesses mercadológicos, acaba sendo exagero. Convenhamos!

Rapidissimas

  • PMs e Civil na União Federal? – Pois é isso que está tirando o sono da maioria dos governadores, sob alegação de que não faz sentido. Ora! Era de esperar que suas excelências não vão abrir mão assim tão fácil, do poder que têm sobre as citadas forças estaduais. Projetos preconizam até mesmo a inclusão da patente de general na PM. Quem sabe assim, nossos policiais não ganhariam um pouco mais. Pernambuco é o vigésimo sexto colocado – segundo a Associação de Cabos e Soldados, no ranking dos Estados, em termos de pagamento de proventos a policiais.

  • Covid-19 daria um estádio de futebol superlotado – É como se tivéssemos um estádio de futebol superlotado diariamente de pessoas falecidas. Média móvel de casos de Covid volta a bater recorde no Brasil; nenhum estado apresenta queda nas mortes há 5 dias. País contabilizou total de 204.726 óbitos e 8.195.493 casos de Covid-19, segundo balanço do consórcio de veículos de imprensa. Média móvel está em 54.784 novos diagnósticos por dia. É pra estarrecer!

  • Parece que o vice americano tem juízo – Pence rejeita invocar 25ª Emenda e pede à presidente da Câmara dos EUA que ‘evite ações que dividam o país”. Em carta a Nancy Pelosi, vice-presidente rejeitou usar medida que autoriza o próprio governo a destituir o presidente Donald Trump após a invasão ao Capitólio. A Câmara, porém, deverá votar o impeachment. Ora, se o País está dividido quanto a essa questão, ainda iriam colocar mais azeite na fogueira?

  • Então, quer dizer que a Ford quer sair de mansinho? – Com R$ 335 milhões em empréstimos, BNDES pede explicações à Ford sobre fechamento de fábricas. Com R$ 335 milhões em empréstimos, BNDES pede explicações à Ford sobre fechamento de fábricas. Pois é. Tudo leva a crer que a montadora quer sair de mansinho, sem pagar os milhões. Que adianta dá isenção fiscal a essas gigantes que, há décadas tem chantageado governos com ameaças de demissões em massa e transferência de suas plantas?!

  • Gato e rato na prefeitura do Recife – Mas, afinal… Já estaria mais calmo o ambiente nos bastidores do poder, envolvendo os partidos insatisfeitos com o prefeito João Campos e, em alguns casos, até com o governador Paulo Câmara, ambos do PSB, por conta da fatia do bolo (nomeações do primeiro escalão), cujos líderes melindrados já botaram a boca no trombone?

  • Jaboatão está mesmo no radar da sucessão? – É o que os “fofoqueiros” do dominó se perguntam ou comentam. Afinal, o prefeito Anderson Ferreira (PL) terá mesmo ou não cacife pra postular sua candidatura ao governo do Estado? Valente e habilidoso ele é. Resta saber se vai sobreviver às frituras tidas como certas ao seu nome. O tempo dirá.

Comento, argumento. Só não invento!

WhatsApp do editor do Blog Luís Machado: (81) 98732.5244.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Olá