Blog Luis Machado

Notícias

Candidatos a Prefeito, em Jaboatão vão morrer de véspera, que nem peru?

Oposição se une para o pleito de 2020 em Jaboatão
Pré-candidatos Daniel Alves, Joel da Harpa, com ex-prefeito Elias Gomes.

Observando de fora a cena política de Jaboatão dos Guararapes, constata-se que há uma orquestração em curso, visando a prematura morte dos candidatos a Prefeito (são quase dez), em detrimento do atual gestor, Anderson Ferreira (PL), a ponto de, malgrado faltarem mais de quatro meses para as eleições, já se publicarem “pesquisas de intenção de voto”, segundo as quais o mesmo já estaria eleito, se as eleições fossem hoje, como se isso fosse verdade.

É que, diante do fenômeno das fake news, com o paulatino desaparecimento dos tradicionais jornais impressos, pipocam a todo instante, pessoas que, aproveitando-se da ausência dos mesmos (estes tinham criteriosos editorialistas) faziam opinião e apontavam caminhos, preconizando princípios éticos e morais na política. Hoje o que vemos são blogueiros, que, dependendo do grau de influência, vendem seus espaços a Prefeitos e Governadores. E vendem para denegrir ou promover, ao sabor das conveniências e circunstâncias de quem paga.

Sabendo o Prefeito de Jaboatão ser esta uma eleição atípica – sem campanha, sem logística, sem o corpo-a-corpo -, aposta ele, suas fichas no fato de que, seus adversários, além de não terem a máquina administrativa, terão dificuldade em apontar à população, desmandos e omissões da gestão atual. Isso sem falar que conta com a ingênua visão política dos opositores que, ao seu modo marcham em separado, invés de formarem frente ampla (apesar de alguns ensaiarem a formação de bloco opositor), capaz de impedir a renovação do mandado de Anderson Ferreira.

Por incrível que pareça, mesmo sabendo de suas dificuldades, parece não terem acordado para o fato de que, essas não serão eleições de quem tem logística ou mega-estrutura, nos moldes antigos. Serão eleições de quem sabe usar as novas mídias digitais. Também não sabem (salvo honrosas exceções) que, propaganda mal-feita, através de redes socais poderão ser desastrosas, no custo-benefício a tais candidatos, por melhores que sejam suas intenções

Uma coisa é certa, se continuar o cenário como está, sem a necessária e vital contrapropaganda, aceitando tais pré-candidatos passivamente o prefeito “deitar e rolar”, propalando a Deus e ao Mundo que já está eleito, morrerão de véspera, sim, como peru.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Olá