Blog Luis Machado

Notícias

Como era esperado Polícia Civil desistiu da greve no Carnaval

Como era esperado Polícia Civil desistiu da greve no Carnaval

Como era esperado Polícia Civil desistiu da greve no Carnaval

Como era esperado Polícia Civil desistiu da greve no Carnaval

Em assembleia realizada no SINPOL, durante a tarde desta sexta-feira, 9 de fevereiro, os policiais civis decidiram pela suspensão da deflagração da greve prevista para acontecer na meia noite da sexta para o sábado.

No transcorrer da reunião, o Deputado Álvaro Porto, que também é Policial Civil e presidente da Assembleia Legislativa, ligou para Áureo Cisneiros, presidente do SINPOL, e ofereceu o poder Legislativo para intermediar as negociações junto ao governo do estado.

O Deputado Joel da Harpa, presidente da Comissão de Segurança Pública, em nome da Assembleia Legislativa, trouxe um documento formalizando a proposta de Álvaro Porto e com agendamento de uma reunião para dia 19 de fevereiro, às 10h da manhã na presidência da ALEPE.

Com a oficialização da intermediação do Poder Legislativo, além do compromisso público da governadora Raquel Lyra, apresentado em diversos veículos de comunicação, de realizar ainda em fevereiro e terminar em maio as tratativas de negociação com o SINPOL e do ofício enviado pela Secretária de Administração informando que os Policiais Civis serão prioridade nas negociações, a assembleia decidiu suspender a deflagração de greve durante o carnaval, mas deliberou pela realização de uma Operação Padrão.

A COBRAPOL (Confederação Brasileira dos Trabalhadores Policiais Civis), além da FEIPOL-NE(Federação dos Policiais Civis do Nordeste), que enviaram representantes, afirmaram que procurarão o Ministério da Justiça e Segurança Pública e também promoverão, caso necessário, uma vaquinha nacional para pagar eventuais multas abusivas impostas pela justiça.

“A COBRAPOL irá agendar uma audiência com o ministro da justiça e segurança pública, Ricardo Lewandowski, com o presidente do SINPOL, Áureo Cisneiros, em Brasília. Realizaremos, se for o caso, uma vaquinha nacional para pagar eventuais multas”, afirmou Adriano Bandeira, presidente da COBRAPOL.

O presidente da FEIPOL-NE, Tony Britto, se comprometeu a articular todos os presidentes dos sindicatos de policiais civis do Nordeste e participará da reunião, no dia 19, na ALEPE.

Também chamou atenção das entidades nacionais dos policias civis os baixíssimos salários e péssimas condições de trabalho.

A assembleia terminou às 15h02 com o presidente Áureo Cisneiros colocando em votação a suspensão da deflagração da greve durante o carnaval e aprovação da Operação Padrão.

“Os policiais civis estão de parabéns pela luta. A nossa valorização é mais que justa. É necessária. O nosso movimento repercutiu nacionalmente, unificou as entidades classistas dos policiais civis e contou com apoio da população que não aguenta mais tanta violência. Portanto, em consideração ao povo de Pernambuco, em consideração ao presidente da ALEPE e em consideração ao deputado Joel da Harpa, Presidente da comissão de segurança pública da Alepe, iremos suspender a deflagração da greve. Mas a luta continua com a Operação Padrão até a governadora Raquel Lyra cumprir com o que foi dito”, disse Áureo Cisneiros presidente do SINPOL.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes