Blog Luis Machado

Notícias

EXTREMISMO: EIS A PALAVRA-CHAVE PARA OS NOSSOS DIAS

Famílias em situação de extrema pobreza vão receber R$ 2,4 mil no Piauí -  Info Newss

Via de regra utilizada para externar o que pensamos acerca de ações estranhas aos nossos paradigmas, extremismo só é mais lembrada ao tomarmos conhecimento de atentados praticados por fanáticos que se dizem agentes do Islamismo e que agem em nome de Alá ou de uma causa.

Contudo, muito longe está de ser compreendida apenas no caso acima citado e os tempos exigem atitudes extremas, para fazer face à extrema realidade, na qual todos estamos mergulhados, sendo uns mais, outros menos.

Aos mais atentos à velocidade nas mudanças suscitadas em todo o Planeta, especialmente nas últimas três décadas, é consenso de que, não há outra forma de sobrevivência harmoniosa, senão assumindo coletivamente atitudes radicais que, embora sejam em alguns casos traumáticas, se faz necessário implementá-las. Isso porque os aparelhos outrora germinados nas entranhas do poder estatal, foram de tal forma contaminados por ideologias e valores insustentáveis que, já não atendem às necessidades das pessoas, especialmente nos Países subdesenvolvidos, em que a desorganização é deplorável e põe em risco a segurança e paz social de indivíduos e instituições.

No Brasil, assistimos ao que se iniciou pelo Rio de Janeiro, ante à sucessão de governadores presos e condenados, cujo “modus operandi” se espraiou Brasil afora. Mas o pior dos mundos é que foram condenados por órgãos jurisdicionais também acusados de cumplicidade com o mal-feito, num como quê, ciclo vicioso de interesses poderosos nada republicanos. Agentes públicos dos três poderes, em conluio com setores empresariais e até de Igrejas, pondo em risco o próprio ideal de justiça, num Estado democrático de direito.

Daí porque é preciso revestirmo-nos do espírito extremo de fortaleza e inabalável propósito de não descer na enxurrada do erro, movidos pela ganância do TER ou do SER, no qual muitos se perderam ou estão a se perder. O apelo é urgente e desesperador! Quem pode, sinta-se corresponsável acerca de uma cultura de paz, fruto da justiça social e longe da bandidagem generalizada.

Que por fim, tenhamos olho clínico para enxergar o óbvio, que pode ser inclusive, através da política. Até porque, segundo Platão, “Uma das penalidades por se recusar a participar da política é que você acaba sendo governado por pessoas inferiores”. EXTREMISMO É A PALAVRA-CHAVE, PARA OS NOSSOS DIAS.

Comento, argumento. Só não invento!

WhatsApp do editor do Blog Luís Machado: (81) 9 8732.5244.

Banco de Alimentos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Olá