Blog Luis Machado

Notícias

Federação Internacional dos Jornalistas pede por mais proteção

Federação Internacional dos Jornalistas pede por mais proteção

Federação Internacional dos Jornalistas pede por mais proteção

Federação Internacional dos Jornalistas pede por mais proteção

Comitê Internacional de Proteção dos Jornalistas estima que 10 jornalistas foram mortos na última semana em meio a conflito entre Israel e Hamas

A Federação Internacional dos Jornalistas (FIJ) pediu nesta sexta-feira (13/10) que a UNESCO, a agência da ONU responsável pela proteção e segurança dos jornalistas, faça o máximo para proteger os jornalistas na Faixa de Gaza. A entidade ainda defendeu que as partes em conflito respeitem o direito internacional humanitário e a Carta das Nações Unidas.

Segundo dados do Sindicato dos Jornalistas da Palestina, ao menos seis jornalistas palestinos já foram mortos pelos ataques israelenses em Gaza. O Comitê Internacional de Proteção dos Jornalistas estima que 10 jornalistas foram mortos e dois estavam desaparecidos. Nesta sexta-feira, o cinegrafista da Reuters Issam Abdallah foi morto no sul do Líbano e outras equipes ficaram feridas.

Para o secretário-geral da Organização das Nações Unidas, António Guterres, a morte do cinegrafista da Reuters demonstra o enorme risco de o conflito entre Israel e o grupo militante palestino Hamas se alastrar para o Líbano.

A presidenta da Federação Nacional dos Jornalistas, Samira  de Castro, está acompanhando a situação. Ela afirma que a situação dos jornalistas na Palestina é bastante delicada.

“É preciso salientar que o jornalismo não é crime. E os jornalistas infelizmente estão bastante desprotegidos com a ofensiva de Israel, que não tem poupado a população civil e muito menos os mensageiros que são os trabalhadores e as trabalhadoras que fazem chegar à população do seu entorno a cobertura desse conflito.”

*Fonte: Agência Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes