JABOATÃO É IMPORTADOR DE PREFEITOS “FORASTEIROS”

Jaboatão clama por socorro – por André Rodrigues – Leitura Saudável

Assim como as pessoas, lugares também parecem ter a sina ou estigma da invasão. É o caso de Jaboatão dos Guararapes que, já no Século XVII teve que, a duras penas, expulsar invasores holandeses, cujas batalhas ferozes no “Morro dos Guararapes” teve à frente, Vidal de Negreiros, Felipe Camarão e Henrique Dias que, ali regaram com suor e sangue, o solo do então Muribeca dos Guararapes, dando início ao mais nobre sentimento de nacionalismo brasileiro.

Ao contrário da esmagadora maioria, Jaboatão é considerada como terra praticamente despida de identidade territorial cidadã, malgrado ser o segundo mais importante, no ranking dos municípios pernambucanos, em todos os aspectos, só perdendo pra Capital.

Mas isso não é por acaso. É fruto de crescente processo de despolitização de seu povo que, apesar de, em alguns momentos ter sido administrada por gestores filho da Terra, com bairrismo e zelo, tem sido vítima de novos “invasores” que, sem histórico de compromisso e conhecimento das mazelas sociais, chegam e são eleitos pelo voto popular, mas nada de relevante acontece, especialmente no campo das políticas públicas, em favor da população. Para se ter uma ideia, o último prefeito filho da Terra, eleito, foi Humberto Barradas, na década de 1990.

Há que se perguntar: Na prática, quais os possíveis malefícios ou desvantagens de se ter um “prefeito forasteiro”? Em princípio, nenhum, como aliás, exemplos não faltam, quanto a isso. Mas, exemplos de gestores traíras do povo são mais copiosos. Notório é que, gestões como as de Newton Carneiro, Elias Gomes e agora Anderson Ferreira são escandalosos, na medida em que, sob o argumento de que “Jaboatão carece de bons quadros qualificados” para auxiliar a administração do prefeito a quase totalidade dos cargos de confiança, principalmente os de alto escalão, são “importados” e com isso, os filhos da terra parecem estrangeiros. Não têm chance de mostrar seus talentos e com isso, a falta de novos quadros na política e na administração são cada vez mais raros.

Só para exemplificar – e é apenas um exemplo -, entre os secretários do prefeito Anderson Ferreira (PL), está Cláudio Asfora que, por ser irmão do ex-prefeito do Brejo da Madre de Deus, Roberto Asfora (o grupo político deste apoiou Anderson Ferreira para Deputado Federal, em 2014), numa espécie de pagamento pelo apoio recebido. Ou seja, põem-se à mesa, como moeda de troca, cargos e funções, na Prefeitura, para pagamento de apoios obtidos pela numerosa família de políticos do atual gestor. Isso sem falar nas centenas dos apadrinhados de juízes, desembargadores, ministros e políticos de expressão que, nomeados pelo Prefeito, na grande maioria das vezes, sequer lá comparecem para bater o ponto. Até porque faltam acentos para todos ao mesmo tempo e em um só lugar. ESSA É APENAS UMA DAS “DESVANTAGENS”. Bem. Aos bairristas eleitores da resistência, é sempre tempo de acordar, de mudar. Afinal, como diz Albert Einstein, “Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes”.

Mendonça Filho afirma que deixará Ministério da Educação no ...

Mendonça Filho não suspende propaganda da Prefeitura – Alegando uso da máquina pública para, em nome da Pandemia, tirar proveito eleitoral, através da mídia, com gastos que, em junho e segundo ele, teria sido orçado em R$ 34 milhões, ingressou o ex-ministro e pré-candidato a Prefeito do Recife, Mendonça Filho, com ação popular, visando a suspensão da propaganda. Pedido foi indeferido pelo Juiz Jáder Marinho da Segunda Vara da Fazenda Pública da Capital, sob os fundamentos de que, em suma, a propaganda institucional vincula a Prefeitura e não o prefeito e que há, de fato, necessidade de difusão, através dos meios de comunicação, dos protocolos de prevenção e cura do novo coronavírus. Sem entrar no mérito da questão, quanto ao direito de Mendonça Filho, o fato é que, se de fato o montante dos gastos foi esse mesmo, aí… Tenha paciência! É absurdo, além de verdadeiro escárnio, especialmente nesta época de vacas magras. Então, que sejam acionados os órgãos de fiscalização e controle. Isso é só o começo, viu, senhor Mendoncinha?

ALEPE quer mais proteção contra o Corona – Tramita na Assembléia Legislativa de Pernambuco, Projeto de Lei 1173/2020, de autoria do deputado Claudiano Martins Filho (PP), que visa colocar em prática mais uma medida de combate à Covid-19. Prevê a obrigatoriedade para táxis e carros de aplicativos, em circulação no estado,  transitarem com barreira plástica de proteção entre os assentos dianteiros e traseiros. Além dessa exigência, a iniciativa também determina a instalação de equipamento do tipo em ônibus, para isolar os cobradores dos passageiros. A pergunta é: E quando não houver mais ônibus com cobradores, quem pagará a conta às empresas, diante do gasto com a inócua implantação de tais medidas? Já se vê que é preciso produzir. Afinal isso gera estatística, não é senhor Deputado?

Resultado de imagem para fotos da rede globo

Sangria na vaca leiteira da Globo mostra suas vísceras – Foi preciso que o Governo Bolsonaro estancasse a sangria nos cofres públicos que, por décadas alimentou a vaca leiteira da Globo com bilhões, para só agora vir à tona, dados que deixam qualquer um perplexo. Exemplo disso são os milionários salários de famosos globais que, mesmo estando encostados há anos, só agora estão vendo a rescisão de seus contratos com a TV dos Marinho. É o caso do humorista Renato Aragão, 85 anos que vai deixar de abocanhar R$$ 400 mil mensais. E o que dizer, somando-se isso aos outros que já saíram e irão sair? Também pudera! Se aquele Império foi construído em grande parte às custas da fome do povo, não havia porquê não esbanjar.

RAPIDÍSSIMAS

  • Nas rodas (nesses dias de quarentena, são conferências e lives) de conversas políticas em Jaboatão dos Guararapes a pergunta que se faz é: Se o Prefeito Anderson Ferreira (PL) estaria eleito no primeiro turno, caso as eleições fossem hoje, então por quê estaria disparando robôs, via internet, para dizer que não se deve votar no PSOL, PCdoB e PT? Quem mais faz essa pergunta é o Advogado Arnaldo Delmondes (PCdoB), candidato a Prefeito do Município. Com a palavra, os “Andersonistas”.

  • Considerando que uma lei nova só faz sentido, se vem para benefício do povo, há que se perguntar: O que ganharia o Presidente Jair Bolsonaro em vetar parte do Projeto que previa obrigatoriedade do uso de máscaras em ambientes tais como, escolas, igrejas e comércio? O que ele ganha com isso, além de alimentar a rejeição dos que a ele já são contra?

  • Rodrigo Maia surfa na onda Bolsonaro – Em Brasília, quem menos corre, voa! Pois não é que o Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), aproveitando-se de meio mundo – maioria da população brasileira e mundial – contra as fake news , para cacifar-se em termos de popularidade, viu nisso uma excelente possibilidade de crescer em credenciamento à disputa da Presidência da República, em 2022. Ora, trata-se de matéria que ainda por muito tempo será atual. Esteve no Recife, semana que passou, em conversa com o Governador Paulo Câmara (PSB) e aliados, de onde saiu muito animado. Quem viver, verá!

  • Pedido de intervenção em Goiana – Por incrível que pareça, quando praticamente só se fala nas próximas eleições municipais deste ano, pois não é que só agora o Procurador Geral de Justiça, em Pernambuco veio pedir intervenção no Município de Goiana? Ora, se não é razoável imaginar que eventuais irregularidades tenham ocorrido por lá, por estes dias, por que demorou-se tanto tempo para fazê-lo? Alguém teria a vaidade de botar no currículo, o cargo de interventor? Duvido, nada!

Com vocês eu escrevo, denuncio e comento. Mas não invento!

Banco de Alimentos



Deixe um comentário

Posts Recentes