Blog Luis Machado

Notícias

Jaboatão: Elias cobra investimentos em áreas de risco em Cavaleiro

Jaboatão: Elias cobra investimentos em áreas de risco em Cavaleiro

Jaboatão: Elias cobra investimentos em áreas de risco em Cavaleiro

Jaboatão: Elias cobra investimentos em áreas de risco em Cavaleiro

Moradores do bairro de Cavaleiro, no Jaboatão dos Guararapes, voltaram a cobrar, nesta segunda-feira (6), um posicionamento por parte da gestão do prefeito Mano Medeiros (PL) com relação à situação de uma barreira localizada na Rua Murilo Braga. A localidade foi palco de uma tragédia em 2021, quando quatro pessoas, entre elas uma criança de 11 anos, perderam a vida após o deslizamento de uma encosta.

O apelo da população foi exibido hoje no programa NE1, da TV Globo. A equipe voltou ao local pela sexta vez em pouco mais de um ano em busca de respostas.

Em agosto do ano passado, um representante da Secretaria Municipal de Infraestrutura, comandada por Daniel Nascimento, que é casado com uma sobrinha do ex-prefeito Anderson Ferreira (PL), não explicou o porquê de, mais de um ano após a tragédia, não ter sido realizado sequer um serviço paliativo, tendo em vista que a aplicação de lonas plásticas teria sido providenciada pelos próprios moradores.

“[A prefeitura] está esperando chegar o inverno para inventar uma desculpa. Até agora tudo o que ouvimos foi mentira. As equipes da prefeitura vêm aqui e tudo o que fazem é aparar o mato. O mínimo que foi feito aqui saiu do bolso das pessoas. Se a gente fosse esperar pela prefeitura, ficaríamos somente com as promessas”, disse o morador Luciano Pontes.

A dona de casa Aldemira Pereira cobrou uma solução ao prefeito Mano Medeiros. “Saia da zona de conforto e venha ver de perto o que acontece quando chove. A barreira está caindo e o senhor não faz nada. Espero que o senhor coloque a mão na consciência”, suplicou.

A situação foi observada com preocupação pelo ex-prefeito Elias Gomes (PT). O antigo gestor do município ressaltou que, em 2016, em seu último ano de governo, entregou a prefeitura com um total de R$ R$52.533.467,36 em convênios com o Ministério das Cidades, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Essa verba seria destinada à elaboração de projetos e execução de obras de estabilização e contenção de encostas em 83 setores do município.

“É assustador a gente ver que mais de R$ 50 milhões do PAC não foram utilizados pela atual gestão. Estamos falando de um recurso significativo e com poder de garantir a segurança da população de diversas localidades do Jaboatão. Deixamos tudo pronto e devidamente encaminhado à Caixa Econômica Federal, mas, infelizmente, quase sete anos depois, nada foi feito”, disse Elias.

Em nota, a Secretaria Municipal de Infraestrutura disse hoje que a obra reivindicada pela população, referente ao muro de arrimo na Rua Murilo Braga, depende da liberação de recursos por parte da União. “É uma declaração no mínimo contraditória. Havia o recurso, então fica claro que faltou vontade política onde sobrou despreparo. Isso evidencia a importância do alinhamento entre os governos municipal e federal, algo que falta à atual gestão”, pontuou Elias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes