Blog Luis Machado

Notícias

João Campos apoia Elias sendo deselegante em Jaboatão dos Guararapes

João Campos apoia Elias sendo deselegante em Jaboatão dos Guararapes

João Campos apoia Elias sendo deselegante em Jaboatão dos Guararapes

João Campos apoia Elias sendo deselegante em Jaboatão dos Guararapes

Criticar o concorrente e desqualificar o desempenho deste, é compreensível e até salutar, num processo eleitoral, em que a conquista do voto, por parte de quem quer chegar ao poder, exige ousadia. Mas quando a crítica parte de um gestor (no caso o prefeito do Recife, João Campos) em detrimento de um colega gestor (aqui, este refere-se à pessoa do prefeito Mano Medeiros de Jaboatão), aí a situação reveste-se de outros contornos.

É que, no ato de apoio feito neste sábado (25) pelo PSB, para um público da aproximadamente mil pessoas (autoridades, pré-candidatos a vereador, dirigentes de partidos e apoiadores), ao projeto político do pré-candidato Elias Gomes (Federação PT, PV, PCdoB), realizado no Clube Ferroviário (Jaboatão Centro), o prefeito do Recife, João Campos (PSB), em alongado discurso, disse entre outras coisas:

“Ainda ontem, num evento, no Recife, uma senhora me perguntou: por que em Recife existem muitas obras e em Jaboatão, não tem?” E arrematou João Campos: Não há obras em Jaboatão, porque falta coragem de quem possa trabalhar. Se quiser mostrar obras, à população, dá para mostrar. Se quiser, dar para fazer muita coisa. Quero ser prefeito do Recife, com Elias sendo prefeito de Jaboatão, num grande projeto de mudanças…”

Pois muito bem. Sem adentrar muito ao mérito do que disse o prefeito do Recife, uma coisa é certa, aliás duas: primeiro: malgrado ter o Recife uma população três vezes superior à de Jaboatão, a receita e orçamento da Capital são dezenas de vezes superiores à do Jaboatão dos Guararapes; segunda: se neste momento em que João e Mano administram Recife e Jaboatão, respectivamente, o dinheiro de que os dois dispõem fosse proporcional e correspondente ao tamanho de suas populações, é muito provável que Mano se sairia melhor, numa escala de valores, traduzidos em obras.

O fato é que, surfando na onda de uma pesquisa feita há meses, João Campos parece querer subestimar a capacidade de inteligência das pessoas. Aos mais antenados, é visível o fato de que, até agora não se pode comemorar uma obra estruturadora, sequer, da gestão do socialista. A saúde, por exemplo, beira ao caos.

São recorrentes as queixas de leitores do Blog Luís Machado que, ao comentarem muitas de nossas publicações, lamentam o fato de que, quem necessita da assistência médica (do SUS conveniado com a Prefeitura do Recife) precisa pagar do próprio bolso, por exames exigidos, quando necessitam realizar cirurgias e por uma razão simples: Quando a resposta da Prefeitura chega, através do Conecta Recife, o prazo de validade já expirou.

As tentativas de contatos, para acompanhamento do andamento de consultas e/ou exames, só é possível, através do 08000810040. Quando, após longa espera nas ligações feitas, o paciente – se tiver sorte de ser atendido – vai obter a resposta de sempre: Aguarde…

Quem tiver alguma dúvida disso, é só ligar para a Rede Globo Nordeste e outros canais e pedir as pautas de serviços cobrados pela população de baixa renda do Recife, que constatará a situação de penúria, em muitas zonas da periferia. Os repórteres Bianka Carvalho e outros, da Rede Globo e de outras TVs que o digam!

A frágil rede de proteção a pessoas vulneráveis é notória, no Recife. Culpa só de João? Evidente que não. Ele só não pode é posar de garoto prodígio e salvador da Pátria, apontando o dedo para mazelas de outros gestores, como se no Recife tudo ocorresse às mil maravilhas. Isso é fato.

Caríssimo prefeito do Recife, não seja deselegante! Acorde pra Jesus!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes