Blog Luis Machado

Notícias

MENDONÇA FILHO QUER SER PREFEITO. ELE TEM VOTO?

Mendonça Filho diz que cultura ganha protagonismo com fusão à ...

Ele é de perfil calmo, educado e nasceu no meio político, forjado, a exemplo de muitos, na escola do ex-vice-presidente da República, Marco Maciel. Seu nome: José Mendonça Filho, conhecido também como Mendoncinha, em alusão ao falecido pai e ex-deputado federal, José Mendonça, conhecido como Mendonção. Tem 53 anos de idade e é dono de um currículo invejável, haja vista ter ocupado vários cargos públicos. Foi deputado estadual, é deputado federal, foi vice-governador e governador, além de Ministro da Educação, no Governo do presidente Temer.

Por ser recifense e ter obtido considerável votação na Capital, nas disputas em que participou, é considerado político de perfil urbano, o que lhe credenciou a disputar, por duas vezes, o cargo de Prefeito do Recife.

Mais uma vez, está o mesmo a se movimentar como alternativa, ao eleitorado recifense, visando as próximas eleições, preconizando o “livramento” (do povo recifense), de 20 anos consecutivos de governos esquerdistas mau sucedidos, em oposição, portanto, ao pré-candidato do atual prefeito Geraldo Júlio (PSB), deputado federal João Campos (PSB), filho do falecido ex-governador Eduardo Campos.

ORA, diante dessa postura burocrática de Mendonça, em ter sido omisso no quesito referência opositora ao Governo Geraldo Júlio, surge a pergunta de analistas políticos: Apesar do seu invejável currículo – com destaque para o cargo de Ministro da Educação, de onde saiu bem avaliado, diga-se de passagem, para enfrentar a poderosa máquina do PSB e vencer o rolo compressor socialista da Capital e do Estado e correr na frente (apoiado pelo bloco opositor), em eventual segundo turno, SERÁ que Mendonça Filho tem voto? E não se admirem se, em plena campanha, toda aquela penca de partidos do palanque governista responder a esta pergunta, de forma uníssone, alegando, inclusive que nem os parentes votam nele. Pois é. Nem o cunhado (deputado federal Augusto Coutinho, SD) nem o filho deste, que é vereador do Recife. Parece que tô vendo: MENDONÇA FILHO, TEM VOTO?

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO PRESSIONA JAIR BOLSONARO. E PODE?

Resultado de imagem para fotos de bolsonaro

Visando pressionar o Governo do Presidente Jair Bolsonaro a repensar e traçar diretrizes de combate ao novo coronavírus, de forma integrada, eis que surge uma voz de peso a apontar caminhos. Desta vez, ninguém menos que o Tribunal de Contas da União – TCU – aprova Relatório, cujo conteúdo foi apresentado pelo ministro Vital do Rêgo e aprovado por unanimidade pelo plenário. Texto diz que pode haver desperdício de dinheiro público e aumento nos números de casos e mortes.

Recomendou o TCU a inclusão, como membros permanentes do Comitê de Crise da Covid-19, dos presidentes do Conselho Federal de Medicina, da Associação Médica Brasileira e do Conselho Nacional de Secretários de Saúde, com direito a voz e a voto.

Entretanto, como se trata de uma recomendação, o governo não é obrigado a cumpri-la. Só que, na prática, a voz do Tribunal de Contas, em assuntos atinentes à sua condição auxiliar do Executivo Federal – embora dotado de autonomia funcional -, via de regra, tem muito peso. Diante da briga de gato e rato entre o Palácio do Planalto e o Supremo, custa nada botar as barbas de molho. Quem avisa, meu amigo é!

Senado aprova novo marco legal do saneamento básico; texto segue para sanção presidencial

Praia de Tubiacanga, na Ilha do Governador. Projeto prevê universalização do saneamento básico no Brasil até 2033 Foto: Hermes de Paula / Agência O Globo
Fonte: Portal G1.

O Senado aprovou nesta quarta-feira (24) o projeto que institui o novo marco legal do saneamento básico e facilita a ampliação da participação privada no setor. O texto, aprovado por 65 votos a 13, segue para sanção do presidente Jair Bolsonaro.

A proposta tem como objetivos a universalização do saneamento (prevendo coleta de esgoto para 90% da população) e o fornecimento de água potável para 99% da população até o fim de 2033 (veja mais abaixo todos os detalhes do projeto).

Como sempre foi, assim será, no que tange ao Partido dos Trabalhadores (PT) que, através de seus 6 senadores (incluindo o pernambucano Humberto Costa) votaram contra o Projeto. A votação obteve placar e 65 a 13.

Só para se ter ideia da importância dessa matéria, segundo levantamento feito por autoridades sanitárias, para cada dólar investido em saneamento básico, economiza-se 4,5 dólares em termos de saúde pública. E não é muito dizer que, quando se trata de populações situadas em regiões deficitárias em saneamento básico, o número de doenças se proliferam com extrema facilidade. Nossa Região Nordeste só perde para a Região Norte. Lá só 10,1% da população tem saneamento. Na Região Metropolitana do Recife, o destaque é para Jaboatão dos Guararapes, cujas políticas públicas em torno disso é praticamente zero.

Tem que ter um acerto de rumos”, diz Sérgio Moro sobre Governo Bolsonaro

Leia na íntegra o pronunciamento de demissão de Sergio Moro | Exame

Dono de aproximadamente 25% dos votos do eleitorado brasileiro, segundo avaliam analistas do Sul Maravilha, se as eleições fossem hoje, o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro disse que “a agenda anticorrupção não era uma pauta prioritária do Governo Federal” e afirmou que o Governo Bolsonaro poderia “retomar a agenda de combate à corrupção”. A afirmação foi dada à bancada desta quarta-feira (24) – da Rádio Jornal, composta pelos jornalistas Fernando Castilho, Igor Maciel e Romualdo de Souza.

RAPIDÍSSIMAS

  • Como a Covid-19 é uma doença totalmente desconhecida dos meios científicos, há sempre a dúvida de saber-se acerca do tempo de imunidade dos salvos desse vírus terrível. Ou seja, mesmo a quem foi curado é necessário não negligenciar, pois pode ser que ocorra novo contágio.

  • “Quando o urubu tá de azar, o de baixo caga o de cima”. Pois não é que o ex-ministro Abraham Weintraub está sendo objeto de protesto dos funcionários do Banco Mundial? Só pra lembrar que, a inadmissibilidade a diretores daquele organismo internacional só preconiza rejeição a gestores em pleno exercício do cargo, o que ainda não é o caso, já que o ex-ministro sequer tomou acento, por lá. Será que não estaria havendo perseguição ou vingança, além da conta?

  • Desgraça pouca é tiquim. É que os nefastos efeitos da pandemia do coronavírus chegou às Bolsas de Valores, mundo afora. No Brasil, enquanto a bolsa cai, o dólar sobe. É aí que reside a esperança da um redirecionamento no “modus operandi” dos políticos, em termos de alinhamento. Afinal, quando se ameaça o bolso dos donos do mundo, a coisa muda de cenário. Alguém quer perder dinheiro?

  • Não se sabe e por bondade ou por civismo-humanitário. Mas o fato é que, a soma da dinheirama carreada pelos donos do PIB nacional, em ajuda aos Estados e Municípios é muito grande. Afinal, é melhor mexer no bolso do que mexer no próprio caixão, amanhã. Sem consumidores… não há negócio que se sustente. Assim, seja!

  • Curiosa foi a decisão de ontem, do Supremo Tribunal Federal. É que, em nome da constitucionalidade (que proíbe a redução salarial) proíbe aos Estados e Municípios reduzirem salários de servidores. Ora, por esse prisma, se puxar… o cordão vai longe! Melhor seria dizer que tal proibição se dá pelo fato de que, servidores nada têm a ver com a desorganização dos entes públicos citados e, como tal, não podem ver seus proventos reduzidos. Servidor não dá causa a faixa de caixa em Estados e Prefeituras. Eita Supremo macho!

  • Agora mirem-se nessa informação: Do início de maio até anteontem (23), youtubers (donos de canais no You Tube) investigados a mando do Supremo, apagaram 3.127 vídeos. Dados fornecidos pelo Portal UOL de Notícias. Ora, teriam motivos pra apagar, se operassem dentro da legalidade? Quem não deve, não…?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Olá