Blog Luis Machado

O caos do cais

O caos do cais

O caos do cais

O caos do cais

  • Por André Correia*

O abandono de um dos principais pontos turísticos do Estado, o Cais do Sertão, no Recife Antigo, fala muito sobre o descaso deste Governo com a cultura e turismo do nosso Estado.

O Centro Cultural Cais do Sertão inaugurado em 2014 com a proposta de expor obras da cultura sertaneja cantadas pelo rei do baião Luiz Gonzaga apresenta uma série de problemas: o painel de fotos que registram cenas do dia a dia do sertanejo está danificado, nas paredes de exposição há espaços vazios de obras retiradas, vários pontos marcados de vermelho no chão alertam para o piso que está cedendo, banheiros com faixas de interdição. 

Um espaço criado para valorizar a cultura nordestina do Sertão que continua aberto recebendo turistas de todo país e que levando daqui a imagem do descaso e desrespeito com a cultura da região. 

O salão reservado ao Rei do Baião tem grande parte da vitrine com a discografia de Luiz Gonzaga vazia e o aparelho que deveria reduzir uma antiga entrevista dele simplesmente não funciona. 

E pensar que Pernambuco, em 2012, foi o patrocinador do desfile da escola de samba Unidos da Tijuca que homenageou o centenário de Luiz Gonzaga. Quanto desrespeito deste governo com a nossa cultura. 

A arte é a expressão de um povo. O Centro Cultural deveria ser um templo de preservação dessa expressão. Plagiando o compositor Chico Science: “do Cais ao Caos”. 

Governadora Raquel Lyra, socorra o Cais do Sertão!

*Ex-presidente da Empetur

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes