Blog Luis Machado

Notícias

O perigo esta mais próximo

TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
Metrô tem sido lugar de assaltos, no Grande Recife.

Catalogado (se assim pode-se dizer), como um dos graves efeitos da Pandemia do novo coronavírus, a violência quanto a isso não deixa dúvida e em alguns casos, aumentou e muito, de março para cá. Exemplo disso, é o assustador número de assaltos e homicídios praticados. Há quem diga que isso se deve também à falta de condições financeiras dos mais vulneráveis que, se já era ruim, só fez piorar.

Segundo analistas mais qualificados, as medidas necessárias para conter o avanço da doença, no Brasil e em especial, no Nordeste não pode compreender apenas “ficar em casa”. Até porque, quarentena pressupõe condições básicas de sobrevivência e é o que a maioria do povo não tem. O o que se viu foi que, ainda nos meses de março/abril, quando o Governo disponibilizou o Auxílio Emergencial, só duas semanas após é que o mesmo começou a chegar às mãos dos beneficiários. Ora isso foi o primeiro sinal de fragilidade do Governos Federal e Governadores, em não assistir os mais pobres que, sem qualquer renda, sentiram de perto, o fantasma da fome.

Com a cobertura da pandemia feita em massa, pelos meios de comunicação, ficou e ainda se tem a sensação de que, os atos cotidianas de violência estariam em stand bye. Ledo engano. Até nos estacionamentos dos grandes Centros Varejistas de abastecimento, houve assalto à mão armada, de máscara e tudo.

Agora, quando já se assimila melhor a crise, é que se começa a tomar consciência dos perigos que por sinal, são neste momento até maiores do que antes da pandemia, já que, se não havia polícia nas ruas, agora é que não se vê mesmo. Com isso os meliantes começam a voltar às práticas criminosas de sempre. Todo cuidado é pouco. Especialmente no entorno e até mesmo dentro dos transportes coletivos, como ônibus e metrô.

Rapidíssimas

  • Como é perceptível, apesar do crescente número de óbitos no País com o consequente apelo acerca do necessário distanciamento social, o fato é que, pequenos e médios empresários continuam no desespero, para não fechar seus negócios. Negócios que, diga-se de passagem, estão podendo contar em quase nada com a ajuda do Governo Federal.
  • Ainda sobre o Governo Federal, ao invés de ficar falando em reforma tributária, neste momento, não seria mais urgente fomentar mecanismos de emprego e renda? De que adianta reforma tributária, se não houver quem pague imposto, por está falido?
  • Jaboatão recebeu nesta terça-feira (14) uma grana boa, vinda de Brasília. Só para o eleitor entender: Baseado em que vantagem o Deputado Federal Sílvio Costa Filho (Republicanos) teria indicado emenda parlamentar de R$ 1 milhão, para Jaboatão dos Guararapes, se o Prefeito do município é adversário dele? Com a palavra, Silvio Costa, pai.
  • Alguém saberia dizer qual a razão de, nos últimos meses terem surgido tantos blogueiros ligados a Prefeituras e Câmaras de Vereadores, em Pernambuco? Sintomático, não?
  • E por falar nisso, seria mesmo verdade que no Gabinete do Prefeito de Jaboatão há R$ 23 milhões para gastar na campanha à reeleição de Anderson Ferreira?
  • Campanha que promete esquentar e muito, é a de Araripina-PE. Lá o ex-prefeito Alexandre Arraes mete bronca no atual prefeito Raimundo Pimentel e pra variar, por conta do coronavírus. Só que a Justiça deu uma mãozinha ao Prefeito Pimentel, mandando retirar do ar, matérias de Arraes, tida como campanha eleitoral fora de época.

  • WhatsApp do Editor: 9 8732.5244.

Escrevo, comento e argumento. Só não invento.

Banco de Alimentos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Olá