Blog Luis Machado

Notícias

Prefeito interino de Jaboatão Adeildo da Igreja, usa seu direito de resposta

Prefeito interino de Jaboatão Adeildo da Igreja, usa seu direito de resposta

Prefeito interino de Jaboatão Adeildo da Igreja, usa seu direito de resposta

Prefeito interino de Jaboatão Adeildo da Igreja, usa seu direito de resposta

Como já era esperado, a publicação feita aqui, no Blog, nessa segunda-feira (30), sob o título “Será que Adeildo da Igreja dorme hoje?” causou tremenda repercussão na cena política de Jaboatão dos Guararapes. Não demorou, para que o prefeito interino do Município, Adeildo da Igreja ligasse para este editor por duas vezes. Não foi atendido de imediato. Mas, ao retornarmos à ligação, nos disse o referido político:

“Meu amigo, como é que você publica uma matéria dessas, me desqualificando e botando pra torar em cima de mim, quando eu sei que você faz um jornalismo sério, diferenciado e esse não é o seu perfil?”

Após um bom tempo de conversa e ouvir nossa justificativa – no tocante ao campo de atuação do Blog Luis Machado, com isenção e imparcialidade – , ele (que é presidente da Câmara de Vereadores do Município e ocupa, neste momento, interinamente, até o dia 04 de novembro, o cargo de prefeito, já que o titular, Mano Medeiros está nos Estados Unidos), disse:

“Ao contrário do que muitos pensam e alguns até sugerem que eu tire proveito do cargo, não tenho nenhuma vaidade, nem vou querer me aproveitar de forma alguma, no exercício do cargo. Nenhuma mesmo. Portanto, durmo muito bem e se tiver algum motivo que possa nos deixar sem dormir, esse motivo é não poder fazer tudo o que eu gostaria de fazer, especialmente pelos mais necessitados de Jaboatão. Nem eu nem outra pessoa qualquer que sente na cadeira de prefeito vai poder resolver todos os problemas da nossa gente. E diga-se de passagem que, nossa população necessita muito e merece. Não tenho nenhuma vaidade em ocupar o cargo de prefeito. Tô é torcendo que o prefeito Mano volte o quanto antes, para eu poder continuar ajudando ele a trabalhar pelas pessoas, como ele já vem fazendo tão bem”.

Pronto. Aqui está o cumprimento do sagrado direito de resposta, de Adeildo. No entanto, mantemos, na íntegra, o que foi dito na aludida publicação, por motivos óbvios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes