Blog Luis Machado

Notícias

PREFEITO PODE DESRESPEITAR VEREADOR? VEREADOR PODE SER SUBMISSO AO PREFEITO?

Empossado como prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira anuncia ...
Aqui, o Prefeito jura cumprir a Constituição e respeitar as leis. Mas só da boca pra fora.
Vereadores de Jaboatão acusam presidente da Câmara de encerrar ...

Imagine um Advogado que comporta-se diante de um juiz, com postura de inferioridade. Teria esse profissional condições de defender a causa de seu cliente? Ora, a Constituição Federal preconiza terem as precitadas funções o mesmo pé de absoluta igualdade. Agora imagine um Vereador, eleito pelo povo e que comporta-se, diante do Prefeito como se não fizesse também ele parte de um dos poderes, em sua Cidade.

Na edição de ontem, publicou este Blog do Machado, matéria que, em forma de denúncia, expôs as vísceras da forma indesejável do Prefeito Anderson Ferreira (PL), de Jaboatão dos Guararapes, em lidar com os Vereadores. Não é difícil arrancar de qualquer um deles declarações de que o Prefeito não respeita os parlamentares como deveria, malgrado saber que, sem a Câmara ele, em tese, não governa.

Mas, perguntando o eleitor, qual a motivação disso? A resposta é simples: A esmagadora maioria deles não tem condições de ser, sequer, cabo eleitoral de político, por razões óbvias. Uma vez eleito, providencia logo aproximar-se do “Chefe” que tem os cargos para, em atitude nada republicana, “oferecer apoio” ao prefeito, como se ele tivesse sido eleito para isso.

Ou seja: “Vende a alma ao diabo” para depois queixar-se pelas costas do prefeito pedindo segredo, já que “não quero atrito com os colegas e muito menos com o Prefeito. Isso ficou evidente, quando o Vereador Daniel Alves (MDB), pré-candidato a prefeito – isso mesmo, candidato a prefeito -, sentiu-se em maus lençóis perante seus pares e ao prefeito, sob alegação de que teria o blog “publicado coisas que eu não disse”, pontuou o Vereador.

Ora, convenhamos! Jaboatão dos Guararapes é a segunda maior cidade e segundo maior colégio eleitoral do Estado e como tal, merece um parlamento à altura. E mais que isso: Merece um Prefeito que seja digno de entender que, Vereador não é empregado dele, nem deveria aceitar os cargos por ele oferecidos (se é que o Prefeito precisa pedir), em troca da anuência com práticas ilícitas. Evidente que há raríssimas exceções. Raríssimas! Porque a quase totalidade dos Vereadores são “vacas de presépio” do Prefeito.

É preciso fazer um pente fino e a hora está chegando para dá essa chance à sua Excelência, o eleitor. Imagine o que se viu hoje, na vizinha Cabo de Santo Agostinho! Foram presos dois vereadores, sendo um deles, “Neto da Farmácia“, Presidente da Câmara. Isso mesmo, o Presidente da Câmara!, pela prática de corrupção, em conluio com o atual prefeito Lula Cabral (PSB), partido do (Governador Paulo Câmara), que também foi preso e do presídio jamais deveria ter saído. Este responde por processos na Justiça. Não dá para compactuar. Dar?

Eu escrevo, comento e argumento. Mas não invento!

WhatsApp do Editor: 9 8732.5244.

Banco de Alimentos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Olá