Blog Luis Machado

Notícias

PROFESSOR DOUTOR JOÃO MAURÍCIO ADEODATO: Um tributo ao Mestre

O que há de comum entre um 'cientista' político e o subdesenvolvimento? -  Blog de Jamildo
João Maurício Adeodato: "O Brasil nunca teve paciência com a democracia" |  Política: Diario de Pernambuco

Esta obra, já em sua sexta edição, se tornou relevante ao longo dos anos e seu conteúdo e problematização mais definidos e claros e, sob o ponto de vista metodológico, único: o direito está submetido ao poder jurídico-político apenas? Ou há instâncias, por si só, superiores? Além de ser uma introdução à filosofia do direito, a obra é desenvolvida a partir de um profundo debate de teses filosóficas, cujo fio condutor é o pensamento do filósofo Nicolai Hartmann.

Há dois principais eixos de conteúdo no livro: (1) a teoria do conhecimento, ou seja, a relação que o sujeito estabelece com o mundo e a possibilidade de chegar a um conhecimento verdadeiro no direito; (2) a ética como conhecimento prático distinto do conhecimento científico. O autor se opõe às ideias de Hartmann justamente no primeiro eixo, com consequências para o segundo: enquanto Hartmann defende que é possível conhecer a essência das coisas do mundo (ontologia), João Maurício Adeodato defende a tese de que nosso conhecimento é necessariamente mediado pela linguagem e, assim, não há sentido em pressupor algo como a essência natural das coisas.

Comento, argumento. Só não invento!

WhatsApp do editor do Blog Luís Machado: (81) 98732.5244.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Olá