Blog Luis Machado

Notícias

PSOL aprovou Dani Portela como pré-candidata a prefeita do Recife podendo isso ser um recado ao PSB de João Campos

PSOL aprovou Dani Portela como pré-candidata a prefeita do Recife podendo isso ser um recado ao PSB de João Campos

PSOL aprovou Dani Portela como pré-candidata a prefeita do Recife podendo isso ser um recado ao PSB de João Campos

PSOL aprovou Dani Portela como pré-candidata a prefeita do Recife podendo isso ser um recado ao PSB de João Campos

“Eu quero ser candidata à prefeita do Recife porque, como o presidente Lula sempre diz, é preciso incluir os pobres no orçamento público. O Recife é hoje uma das cidades mais desiguais do país. As palafitas voltaram à nossa cidade e em todos os lugares por onde andamos vemos famílias inteiras morando nas ruas e pessoas passando fome. É essa realidade que eu quero mudar. Governar é muito mais que fazer obras, é principalmente priorizar as pessoas”.

Para quem acompanha a cena política do Recife, não foi novidade lê o que foi dito pela pré-candidata Dani Portela (de viés ultra esquerdista, no Congresso Municipal da sigla, no domingo passado), a prefeita do Recife. Trouxe ela, os clichês de sempre, na medida em que, não é de hoje que o Recife é uma das cidades mais desiguais do País. Se é verdade que há famílias inteiras morando nas ruas e passando fome, também é verdade que as palafitas fazem parte da paisagem do Recife e isso não é de hoje. Não se pode dizer que “as palafitas voltaram à nossa cidade”, porque elas existem, praticamente desde sempre.

Ao contrário do que pensa e diz a pré-candidata, malgrado ser necessário priorizar as pessoas, governar é também fazer obras. Uma coisa não exclui a outra. Aliás, há obras, no Recife, que exigirem pressa, muita pressa, em suas execuções, por parte do chefe do Executivo municipal.

Mas uma coisa é certa e, quanto a isso, não se pode ‘tapar o sol com a peneira”: A parcela da população que vive abaixo da linha da pobreza (especialmente os moradores de ruas do Centro do Recife), precisam ser vistos. Um simples olhar, de passagem, sobre as tendas fétidas e degradantes da Rua do Imperador e outras artérias, a menos de 200m dos Palácios da Justiça e do Governo do Estado, nos envergonham a todos.

Neste aspecto, a pré-candidatura da deputada estadual Dani Portela (Psol) assume contornos interessantes e oportunos, desde que não se preste a ficar falando o tempo todo, a favor de Lula e contra Bolsonaro. Se aproveitar o espaço para denunciar a falta de cuidado em relação aos mais vulneráveis, numa perspectiva de que tais mazelas não foram geradas apenas pelos detentores de poder atuais ou mais recentes, terá valido muito à pena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes