Blog Luis Machado

Notícias

REFINARIA ABREU E LIMA PREJUDICA POPULAÇÃO DE IPOJUCA, E OMISSÃO DAS AUTORIDADES É VERGONHOSA

Petrobras paralisa produção na refinaria Abreu e Lima após incêndio | VEJA

Chegou ao Blog Luís Machado, apelo desesperado de moradora do entorno da Refinaria Abreu e Lima, no Município de Ipojuca, na Região Metropolitana do Recife, pedindo apoio em denunciar um clássico caso de omissão dos poderes públicos constituídos, demonstrando assim que, a vida vale nada, diante da força do Capital, mesmo sendo este de alçada estatal.

Segundo a moradora Yara Marques, desde 2018, a população residente no entorno da Refinaria vêm sofrendo com a emissão de gases tóxicos em doses praticamente insuportáveis, o que ensejou várias reportagens de jornais e televisão, sem falar que até audiência pública já foi realizada junto ao Ministério Público do Meio Ambiente da Comarca, sem que absolutamente nada de concreto tenha sido feito, até o presente.

Ora, atraídos pelo crescimento da Região de Suape em anos passados e, necessitados de colocação no mercado de trabalho, muitos moradores investiram suas economias da vida inteira, na aquisição de imóveis (casas e apartamentos) situados nas proximidades – até em cerca de 2km do Complexo Industrial de Suape -, sem imaginar que em pouco tempo estariam no olho de um tremendo problema de saúde pública, já que o gás (H2S) é fortíssimo e provoca vômito, erupção na pele, tontura, diarréia, falta de ar, só para citar alguns.

Não é possível que Ministério Público, CPRH e Prefeitura, juntos não consigam pressionar a Petrobras, a fim de que envide esforços para, pelo menos minorar o sofrimento de dezenas de milhares de moradores que, não tiveram e não tem culpa pela evidente negligência de órgãos fiscalizadores que fizeram “vista grossa”, na hora de aprovar um projeto que, malgrado trazer benefícios à população (através da oferta de trabalho), por outro lado, trouxe prejuízos materiais e de saúde. Até porque muitos já se desfizeram de seus imóveis a preço de banana, sem falar que, há relatos de muitas famílias que foram obrigadas a enviar parentes para fora do município e até do Estado, por absoluta falta de condições de permanecerem residindo na área, dado ao agravamento da situação.

“NÓS VAMOS FAZER VITÓRIA MOSTRAR O SEU VALOR”: DECLARA O PREFEITO PAULO ROBERTO

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto que diz "TO Od es F"

Pelo co-irmão, Blog do Alberes Xavier.

“Eleito para prefeito de Vitória de Santo Antão, o professor Paulo Roberto (MDB), recebeu a equipe do programa Cidade em Foco da Rede Agreste de Rádios e do Blog do Alberes Xavier na sua cidade. Atuando na política desde 1996, ele destacou o sucesso obtido nas urnas em novembro. “Uma vitória marcante para o nosso município”. Paulo reverteu o resultado de 2016, naquela ocasião, ficou em segundo lugar. Apesar do resultado revelou que a campanha não foi fácil. “Nós sabíamos que o adversário estava com a máquina (pública) na mão”, frisou.
O prefeito relata que sua equipe encontrou dificuldades no acesso a dados importantes durante a transição de mandato. “Infelizmente aqui em Vitória de Santo Antão nós não tivemos acesso aos dados que deveríamos ter, e isso pode prejudicar”, justifica. No entanto está confiante na capacidade das pessoas escolhidas para sua gestão.
Ele vai administrar a principal cidade Polo da Zona da Mata Central do Estado. Conta com o apoio dos bons quadros políticos para atuar a favor da administração e com a parceria de deputados para conquistar recursos na execução de ações e projetos para benefício da população. “Vitória hoje precisa de muita coisa que não se faz só com investimentos próprios”, falou.
Destacou que os encontros recentes com o governador Paulo Câmara e com instituições e setores importantes da sociedade trouxe ótimos resultados que culminarão em um novo conceito de administração com desfechos positivos para a região. “Nós vamos fazer uma administração onde Vitória vai mostrar o seu valor”.

Rapidíssimas

  • E a pandemia segue nos anestesiando? – É que dá a impressão de que, à medida que o tempo passa, a gente vai se acostumando, como se isso fosse normal, aceitável, infelizmente. O país registrou 1.379 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas — o maior número desde 4 de agosto –, chegando ao total de 201.542 óbitos desde o começo da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 872 – a maior desde 2 de setembro. A variação foi de +37% em comparação à média de 14 dias atrás, indicando tendência de crescimento nos óbitos pela doença. Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 8.015.920 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 84.977 desses confirmados no último dia — maior registro em 24 horas desde o começo do consórcio.

  • Qual a melhor máscara? – Infelizmente – segundo especialistas -, evitar o transporte público não é uma possibilidade viável para muitos brasileiros. Esses espaços são, geralmente, muito mal ventilados e aglomerados. Além de cobrar melhorias do poder público, o uso de máscaras N95/PFF2 bem ajustadas pode ser uma boa alternativa, especialmente para pessoas de grupos de risco ou que convivem com grupos mais vulneráveis.

  • Você forjaria o sequestro de sua mãe? – Não? Pois não foi o que ocorreu com um Jovem, preso por forjar sequestro e pedir R$ 18 mil em resgate pra mãe dele, em Santa Catarina. Ele queria pagar dívidas do cartão de crédito. Um vídeo em que ele é aparentemente torturado no cativeiro foi enviado para vítima. Filho confessou crime, segundo polícia. Se a moda pega!…

  • Criança enganada reconhece o ladrão – Menino junta R$ 900 para ter celular e cai em golpe, mas acha ladrão e causa até acidente de trânsito em Mato Grosso do Sul. Criança ficou 5 meses fazendo rifa para conseguir o dinheiro. Após cair em golpe, uma empresária decidiu doar um aparelho ao menino. No local da entrega, em um shopping de Campo Grande, a criança reconheceu o golpista no meio da multidão e houve perseguição. Sorte é sorte!…

  • Mirandiba, no caos? – Então, quer dizer que a ex-prefeita não seguiu a cartilha do presidente do partido dela, deputado federal André de Paula? Pois é o que se está a comentar, em Mirandiba, no Sertão Central. Lá, o novo prefeito, Doutor Evaldo Bezerra (PSB), se queixa da falta de recursos para administrar. De acordo com ele, a gestão anterior, da ex-prefeita Rose Cléa Máximo (PSD), deixou de repassar mais de R$ 238.000,00 ao INSS. O montante diz respeito a encargos e parcelamento de acordos. Ora só isso é suficiente para deixar de receber os repasses do FPM, principal fonte de receita da quase totalidade dos municípios brasileiros. Haja irresponsabilidades! E vai ficar por isso mesmo?

Comento, argumento. Só não invento!

WhatsApp do editor do Blog Luís Machado: (81) 98732.5244.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Olá