Blog Luis Machado

Tem pernambucano contra Pernambuco

Pernambuco pode perder a Escola de Sargentos do Exército

É como se houvesse (não duvido que haja, mesmo) forças sobrenaturais do mal, dentro e fora de Pernambuco, tão portentosas contra o Estado e esse sentimento aflora mais fortemente, quando se trata da luta para implantar a Escola de Sargentos do Exército, por aqui. Especialistas consultados já disseram que não há qualquer ameaça ao meio ambiente e Mata Atlântica, mas parece que há uma cabeça de burro enterrada, nesse Projeto, quando o assunto é trazer a Escola, para Pernambuco.

O ministro da Defesa José Múcio e o Exército Brasileiro querem; muitos políticos de expressão querem, mas a governadora Raquel Lyra não demonstra força capaz de viabilizar aquele que poderia ser um empreendimento bilionário, cobiçado por todos os Estados. Se apenas meia dúzia de “iluminados” do meio-ambiente botam areia, então, o que dizer, senão isso? A propósito, trazemos aqui, na íntegra, matéria publicada hoje, no Blog do Magno, como vai conferir nosso leitor. Vejam:

Pernambuco pode perder a nova Escola de Sargentos do Exército, prevista para ser construída em 2027, em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife. Tudo vai depender das dificuldades jurídicas e possíveis problemas ocasionados por questionamentos ambientais. Essas dificuldades reacenderam a esperança do prefeito Jorge Pozzobom (PSDB) de ver Santa Maria, no Rio Grande do Sul, de volta ao páreo para sediar a ESA. 

Na quinta-feira (16), durante um café  da manhã no Comando Militar do Nordeste, o general de brigada Nilton Moreno afirmou que “se por qualquer motivo tivermos problemas jurídicos, ou problemas ocasionados por questionamentos ambientais, vamos levar [a Escola de Sargentos] para a segunda prioridade. Se tivermos judicialização aqui, estes são os dois fatores que podem tirar o projeto de Pernambuco. Vamos chorando para a segunda opção, mas este é um dado da realidade”, declarou.

Segundo o site Diário, o prefeito de Santa Maria, Jorge Pozzobom, recebeu essa notícia na tarde de sexta e ficou mais esperançoso de que a cidade ainda possa ter chance de conquistar a sede da ESA. Ele afirmou que, ainda em novembro, viajará a Pernambuco para falar com o Ministério Público e entender quais são os impasses que dificultam a instalação da ESA.

“Nós não desistimos. Não perdemos a esperança. É importante ressaltar que dos nossos compromissos com o Exército, 60% do que tinha sido pactuado já foi feito pela prefeitura para receber a ESA. Estamos fazendo a Perimetral Dom Ivo, a ponte do Colégio Militar, instalamos rede de água para a escola no Boi Morto, energia elétrica e alteramos o plano diretor. Vou para Pernambuco porque lá essa discussão ambiental sobre a área para receber a ESA está muito forte “, disse o prefeito ao Diário.

Além de Santa  Maria, a cidade de Ponta Grossa, no Paraná, também está na fila e disposta a aceitar as condições para sediar a Escola de Sargentos do Exército.

Sede do ESA

O anúncio de que Pernambuco iria ser a sede da ESA aconteceu em outubro de 2021. Na época, o Alto Comando do Exército destacou a união de políticos, empresários e a sociedade pernambucana em torno do projeto como um dos diferenciais que fez escolher o estado.

No entanto, a questão ambiental é o que mais está dificultando que os planos de instalação prossigam e o trabalho comece a ser executado. O terreno reservado para as obras, no município de Abreu e Lima, dentro do Campo de Instrução Marechal Newton Cavalcanti, do Exército, fica dentro da APA (Área de Proteção Ambiental) Aldeia-Beberibe e concentra nascentes que abastecem o principal reservatório de água do Recife, além de um dos raros remanescentes de mata atlântica do estado.

No entanto, uma lei complementar de 2011 determina que empreendimentos militares para preparo e emprego das Forças Armadas estão isentos de licenciamento ambiental. Para impedir que a APA seja afetada, ativistas acionaram o Ministério Público Federal e têm tido suporte do deputado federal Túlio Gadêlha (Rede), do mesmo partido da ministra do Meio Ambiente, Marina Silva.

2 thoughts on “Tem pernambucano contra Pernambuco

  • Andrea Fradique

    Moro em Aldeia dos Camarás , o projeto não terá todo esse desmatamento que está sendo publicado pelos inimigos de PE, pois já existe em Araçoiaba um centro de Instrução do Exército, muito, muito pior que acontece e ninguém grita contra , é o crescimento assustador de condomínios em Aldeia , como também as grandes queimadas no Norte e Cento Oeste do País. HIPOCRISIA, este é o sinônimo dado aos negacionistas de PE. O único motivo da não evolução se projeto é o seu mentor : @jairmessiasbolsonaro.

    Resposta
    • Concordo com você. Onde fica Aldeia dos Camarás? Muito boa, sua participação. faça isso, sempre. Obrigado!

      Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Olá