Blog Luis Machado

Notícias

VOTAR É COMO ASSINAR UMA PROCURAÇÃO: DAR PODERES

Uso de procurações em assembleias de condomínios - SíndicoNet

Essa é uma comparação antiga, porém verdadeira que, no Brasil, a cada dois anos exige reflexão do eleitor. Mas, que eleitor? Aquele que, em sua grande maioria não lembra em quem votou na última eleição, ou eleitor que lava as mãos, votando em branco ou anulando o voto?

Assinar um cheque em branco ou passar uma procuração para alguém não é muito confiável é como votar de qualquer jeito e todo mundo já sabe disso. Mas, se todo mundo já sabe disso, por quê se continua elegendo pessoas sem as mínimas condições de representar o povo? A resposta: Bem… a resposta já é também conhecida. É porque vivemos a era da irresponsabilidade, aonde a vida pouco ou quase nada vale, diante da atual inversão de valores.

Mas, será que isso é coisa de eleitor, apenas? Sim, mas não apenas do eleitor. Os que serão eleitos no próximo mês de novembro por sua vez serão eleitores daqueles que serão eleitos em 2022 e é aí que a situação ganha ares de perigo, haja vista que, as decisões de uma nação inteira passarão pelas mãos deles e a história recente não tem sido copiosa em bons valores.

Tudo pelo fato de que, a grande maioria dá poderes a muitos que jamais deveriam sentar numa daquelas cadeiras representativas do povo e o resultado está aí. Penso que não precisa dizer muita coisa, a não ser alertar e gastar tempo em ajudar a maioria a entender o processo. Afinal, um meliante de posse do seu chegue ou sua procuração com poderes amplos, faz estrago e, via de regra tem feito, mesmo!

Comento, argumento. Só não invento!

WhatsApp do editor do Blog Luís Machado: (81) 98732.5244.

Banco de Alimentos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Olá