Blog Luis Machado

Notícias

Na pior fase, relação Bolsonaro e Mourão vive clima de ‘conspiração’

Fogo amigo: 8 momentos em que aliados fizeram oposição a Bolsonaro

Interlocutores avaliam que vice passou a externar irritação por não participar mais do governo, mas não patrocina ameaça de impeachment. Presidente tem sinalizado que não reeditará chapa de 2018 em 2022.

A relação entre Jair Bolsonaro (sem partido) e o vice-presidente, Hamilton Mourão, vive a pior fase desde o começo da gestão do presidente da República. A avaliação é de assessores presidenciais que enxergam um “clima de conspiração” no entorno do presidente e do vice, principalmente sobre a arquitetura de um eventual impeachment.

Esses interlocutores do governo avaliam ao que Bolsonaro vem aproveitando declarações públicas para sinalizar que, em 2022, terá outro candidato a vice-presidente e, por isso, acreditam que Mourão passou a externar a irritação por não participar mais do governo, mas sem patrocinar uma ameaça de impeachment.

“Eles têm duas saídas agora: ou sentam e resolvem ou viverão de aparências até 2022”, disse um militar, em reserva.

Ontem, a revelação do site O Antagonista de que um assessor de Mourão estaria sondando deputados para tratar do impeachment reforçou as teorias bolsonaristas de que o vice trabalha para derrubar o presidente – o que não só o vice como os próprios militares que circulam entre os dois rechaçam.

Dois dos filhos do presidente alimentam essas teorias, como o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e o vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro (Republicanos), que já fizeram críticas públicas a Mourão. O vice, por sua vez, já ironizou o Eduardo publicamente quando o parlamentar arrumou mais uma confusão diplomática com a China.

O fato é que, dificilmente Hamilton Mourão figurará na próxima chapa, junto com Jair Bolsonaro, visando as eleições de 2022. Até porque os filhos do presidente jamais admitiriam. Queiram ou não, Mourão tem lugar de destaque no Governo. Não pelo fato de ser vice. Sua envergadura, como um todo chega arrancar elogios até de setores da imprensa, para desgosto do presidente que, como já disse, não tolera que alguém do Governo seja elogiado pela imprensa. E se for pela Rede Globo, o sujeito já está fora. O que não pode ser o caso de Mourão, obviamente.

Via Blog Andréia Sadi.

Comento, argumento. Só não invento!

WhatsApp do editor do Blog Luís Machado: (81) 98732.5244.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Olá