Blog Luis Machado

Notícias

Blog Luís Machado – Coluna do domingo – 28.03.2021.

Pode ser uma imagem de uma ou mais pessoas e área interna
Almir Reis: “Advocacia interiorana não se sente representada pela atual  gestão da OAB-PE”; ouça - Blog do Roberto Gonçalves

Repercutiu e muito, nas redes sociais, especialmente nas centenas de Grupos WhatsApp, a entrevista concedida pelo advogado Almir Reis, ao Blog Luís Machado, nesta sexta-feira (26.03.21) quando falou de sua pré-candidatura à presidência da OAB-PE, ocasião em que fez críticas à atual gestão. Também fez promessas de mudanças na instituição, caso seja eleito. Dando prosseguimento àquela entrevista, hoje vem o precitado advogado tecer alguns ponto de vista, acerca das reformas trabalhista e previdenciária. Vejamos:

P – Qual sua análise acerca das reformas trabalhista e previdenciária, preconizadas até então, pelo Governo, como benéficas para trabalhadores e empresários?

R – “Eu tenho uma proposta crítica, com relação à condução que foi dada às reformas trabalhista e previdenciária. Partiu-se de uma premissa, em minha visão, equivocada. No tocante à trabalhista, deu mais liberdade para as negociações, em que o negociado valesse mais do que o legislado. Na parte previdenciária, ela avançou além do que deveria para alguns segmentos, em detrimento de outros. Sou um estudioso da matéria e poderia falar aqui de quase 40 modelos previdenciários que fui conhecer “in loco”, para contribuir na reforma da previdência.

Trata-se de matéria que se discute no mundo todo. Enquanto exigiu a contribuição excessiva de quem já não podia, por outro lado contemplou algumas castas de privilegiados – como os militares das Forças Armadas, por exemplo. Mas, naquele momento (da tramitação das reformas) era necessário a presença de uma advocacia altiva. A OAB, com todo respeito, ficou muito aquém de ser protagonista e altiva nas discussões. Praticamente não foi ouvida nas discussões. Não indicou os atores políticos adequados, para participar de forma mais ativa nessas discussões e hoje temos uma advocacia trabalhista empobrecida, se comparada com a realidade atual com aquela de 5, 10, 15 anos atrás. Vejo muitos advogados migrando da advocacia trabalhista para a previdenciária.

P – Está dizendo que houve avanço na área previdenciária e retrocesso na trabalhista?

R – Na verdade, não. Estou dizendo é que houve retrocesso nas duas esferas. Não se pensou no cidadão-segurado da Previdência. Não concordo com os termos da Reforma que resultou daquelas discussões. Poderia ser melhor e a OAB deixou de ser protagonista, por apresentar pessoas que na realidade, estavam mais preocupadas, talvez, com os holofotes do que propriamente com os legítimos interesses do cidadão. Ou seja, nos poucos espaços que teve nas discussões, a Ordem não se preocupou em se debruçar sobre temas importantes e resultado é que sua participação foi praticamente nula. Isso está levando ao empobrecimento da advocacia.

P – Moral da história: Se entendi bem, a OAB esteve presente, porém não vestiu a camisa. É isso?

R – É isso mesmo. Você conseguiu enxergar exatamente o que a gente quis dizer com nossas palavras. A OAB estava lá, numa espécie de ‘faz de conta’ e sequer preocupou-se em ouvir a Classe, nessas discussões tão importantes para advocacia brasileira”.

Rapidíssimas

  • Até tu, Silas Malafaia? – Com Covid-19, pastor Silas Malafaia cancela encontro com Bolsonaro. Malafaia conta que mulher e filhos se recuperaram da doença. Presidente da Assembléia de Deus disse que está em isolamento até que o médico dê alta.

  • Pandemia no Brasil é notícia no mundo – Brasil ganha destaque na mídia mundial na semana em que rompeu as 300 mil mortes por Covid. Jornais retratam o stress no sistema de saúde brasileiro e cobram resposta do governo federal: ‘Colapso’. Já são mais de 310 mil óbitos. Triste marca!

  • Bolsonaro indeniza Jornalista – Justiça de SP condena Bolsonaro a indenizar jornalista em R$ 20 mil por danos morais. Juíza da 19ª Vara Cível de São Paulo considerou que presidente da República é culpado por realizar ofensas de cunho sexual contra a repórter da ‘Folha de S. Paulo’ Patrícia Campos Mello. Nada mal, uma graninha no bolso. Problema é que demora…!

  • Deputada Priscila Krause diz que aluguel de carros são caros – Em resposta a este blogueiro, acerca da licitação de carros de luxo, feita pela Assembléia Legislativa do Estado, assim se justificou a deputada: “Esse contrato anual de carros é destinado para atividades administrativas da Casa, além de atender aos gabinetes e deveria sim ser reduzido. Em relação ao nosso mandato, não usamos esses carros, mas veículo próprio. Os carros alugados são disponibilizados após solicitação de cada gabinete, eles não são entregues automaticamente. Nunca solicitei e não vou solicitar”. Louvável, a atitude da deputada. Mas, pedimos que ela requeira, junto à Assembléia Legislativa, a diminuição dos preços de locação, superior a R$ 9.600,00 (nove mil e seiscentos reais) por mês. Afinal, se nem se está saindo de casa, o que justifica tão elevado valor?

  • Presidente americano convida Bolsonaro – Biden convida Bolsonaro e outros 39 líderes mundiais para reunião sobre clima. Cúpula, virtual, será em 22 e 23 de abril. Outros convidados incluem a chanceler Angela Merkel, da Alemanha, e o presidente francês, Emmanuel Macron, com quem Bolsonaro trocou críticas em 2019 sobre a Amazônia, e a primeira-ministra da Noruega. Os três receberam, em janeiro, um pedido de ajuda para a floresta feito por ex-ministros brasileiros do Meio Ambiente. E Ele que não participe, não!

  • Vice-governadora Luciana Santos – Vice-governadora Luciana Santos anuncia que foi diagnosticada com Covid-19 pela segunda vez. Gestora está assintomática, como da primeira vez em que se infectou, em maio de 2020. Luciana cumpre período de isolamento, informou a assessoria dela neste sábado (27). Olha aí. Para quem acha que, só porque foi uma vez contaminado, não será outra vez… Cuidado!

  • Petrolina no topo – Parece que Petrolina está mesmo na moda. levantamento publicado pela revista Exame, ontem, apresenta as cidades brasileiras com menor mortalidade por coronavírus. No topo do estudo está Petrolina como município que mais salva vidas da Covid-19. A pesquisa da consultoria Macroplan analisou centenas de cidades com mais de 100 mil habitantes no Brasil.

Comento, argumento. Só não invento!

WhatsApp do Editor do Blog Luís Machado: (81) 98732.5244.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Olá